Registro do ORCID: pesquisadores em controle de seus dados

    Pesquisadores e acadêmicos enfrentam o desafio constante de precisar identificar e distinguir suas atividades de pesquisa das de outras pessoas com nomes semelhantes. É importante vincular suas identidades de maneira fácil e inequívoca a diferentes itens de pesquisa, como conjuntos de dados, equipamentos, artigos, matérias da mídia, citações, experimentos, patentes e notebooks. Ao colaborar em diferentes disciplinas, instituições e fronteiras, eles interagem com número e diversidade crescentes de sistemas de informações de pesquisa e inserir dados repetidas vezes pode ser demorado e muitas vezes frustrante.

    Esse contexto acaba levantando algumas questões importantes no que se refere à gestão de dados de pesquisa. Os pesquisadores e acadêmicos têm dificuldade de garantir visibilidade e reconhecimento por toda a variedade de contribuições à pesquisa (não só artigos científicos, publicados em revistas indexadas internacionalmente), mantendo o controle e a privacidade de seus dados. Ao mesmo tempo, é importante, para os que trabalham do lado da infraestrutura em informação de pesquisa, continuar o esforço para minimizar os requisitos administrativos e de geração de relatórios, e diminuir a reinserção manual dos mesmos dados em sistemas que poderiam estar interconectados e trocando informação com acurácia e fontes conhecidas.

    Conseguir uma identidade profissional inequívoca requer identificadores digitais persistentes que distinguem os pesquisadores uns dos outros. Embora existam várias iniciativas de identificação de autor, todas estão limitadas a uma organização, disciplina ou região geográfica específica, ou são sistemas comerciais fechados. Para superar essas barreiras, a ORCID foi pensada para o benefício de pesquisadores individuais e do empreendimento científico mais amplo, do qual os pesquisadores fazem parte.

    A ORCID fornece um registro de identificadores únicos para pesquisadores e acadêmicos que é aberto, não comercial, transparente e móvel. A organização reconhece que, primeiro e acima de tudo, os indivíduos possuem seus registros, e um princípio central é que os pesquisadores controlam as próprias configurações de privacidade dos dados de seu registro ORCID. Aqueles que tiverem seus registros podem controlar quais informações são exibidas publicamente, o que é compartilhado com parceiros confiáveis e quem são esses parceiros confiáveis.

    Outra característica central da ORCID é sua interoperabilidade com múltiplos sistemas e instituições. A ORCID não compete com nenhum outro sistema e, ao contrário, trabalha em sinergia, permitindo que os pesquisadores estabeleçam vínculos com outros sistemas de identificadores e troquem dados com sistemas de informação de pesquisa, incluindo aqueles de agências financiadoras e editoras.